Autor: Oscar Wilde (1854 – 1900)
Ano de Publicação: 1891
Editora: Abril


ATENÇÂO!! Primeiramente gostaria de falar que Oscar Wilde e um dos meus escritores favoritos. Segundamente,que era a minha vontade escrever sobre a vida e as obras deles que tanto marcaram a minha vida! Porém isto se tornaria gigantesco,maçante é ate um pouco pretensioso da minha parte,enxergo Oscar,mais como um personagem de uma triste peça teatral,do que como escritor,não sei,sua figura desafiou a todos,viveu uma vida de excessos,fora um homem avançado para o seu tempo,e com isso o malévolo destino,traiçoeiro como é,o pegou e o levou para o tribunal,onde o seu único romance escrito “O retrato de Dorian Gray”,fora usado contra ele como prova de que ele iria corromper a humanidade,espalhar por ai a imoralidade e bla bla bla. Se ainda hoje há certos olhares desviados em questões homossexuais,agora imagina como era isso no século XIX,no auge da era Vitoriana!! (Uma curiosidade é que minha mãe vive falando que me pareço muito com ele,o que da um tom de meias inverdades pairando sobre o ar,mas enfim)
O Livro

O Retrato de Dorian Gray é um livro BARBARO,criticado desmasiadamente pela natureza imoral da trama,é considerado a obra final do movimento estético. É um livro daqueles que,ou ame profundamente ou odeie eternamente! AAAAAAAHHHHHH Como as palavras me fogem,me sinto cometendo um crime escrevendo uma resenha sobre este livro,sei lá,acho que é bem provável que Oscar me atormentara depois no infinito de toda eternidade por isso,mas alguém tem que fazer isso né (mesmo já havendo algumas resenhas sobre os contos deles por ai nesse mundo,o bom que serei atormentado em companhia,mas enfim,chega de alucinar por hoje) Há trama conta a historia de três amigos: Lorde Henry Wotton,Basil Hallward e Dorian Gray. Dorian era um rapaz no auge da flor da idade,introvertido,inseguro e inocente sobre as coisas da vida,em outras palavras initocavel pelo mundo. E Basil Hallward,um talentoso artista,vendo toda aquela beleza que Dorian desconhece,pede para que ele pose,para que um retrato seja feito. E assim o jovem Dorian, obcecado pela própria beleza(outrora ignorada) e pela decadência que esta destinada,vende sua alma para que permaneça jovem para sempre e o retrato envelheça. É enlouquecedor,assistir o jovem gracioso virar uma engrenagem de todo o nosso processo de humanização. Passado um tempo,ele constrói uma boa relação de “amizade” com Lorde Henry Wotton,que gradualmente vai envenenando a alma do não tão inocente garoto. O Retrato de Dorian Gray é um livro obrigatório,amigos meu consideram uma parte do novo envangelho,sem falar de toda a delicadeza que Oscar Wilde usa para escrever,é algo que muda o nosso jeito de pensar,e algo de uma certa forma libertador!

Uma música para acompanhar a leitura...


                                             Resenha feita por Pedro Rafael

5 Comentários

  1. Sou louca para ler, sem dúvida ele é um grande nome da literatura! A resenha ficou ótimo...

    Abraços, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  2. Sim sim sim!!! Oscar é pioneiro em tudo!! Frases de profundidade. Acho este livro uma obra de arte!

    Temas polêmicos e apaixonantes!

    Adorei sua resenha flor, mostra todo seu amor pelo autor!!

    Parabéns!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Cara , adorei sua resenha , sou apaixonada por livros , então procuro sempre os mais interessantes , e claro , este me chamou muito a atenção ... vou ver se encontro pra ler ^^

    pandadepelucia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Vc deixou um recadinho em um post meu no grupo de blogueiras do Face!
    Estou te seguindo e curtindo sua fan page!
    Adorei seu blog, pois eu amo livros *-*
    Vou visitar sempre
    Um beijão!
    Dru
    www.blogquasegemeas.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha! Recentemente eu li O Fantasma de Canterville, de uma edição da Editora Leya com a capa colorida e umas ilustras bem legais, e fiquei com vontade de ler outros livros dele.

    Ah, estou seguindo seu blog.
    Beijos.
    Depois do Para Sempre

    ResponderExcluir