Autor: David Gilmour
Ano de Publicação: 2013
Editora: Jardim dos Livros

O livro não tem uma história em si, como uma história fictícia.
É, digamos, uma biografia do autor.
Dividido em 10 capítulos, ele conta um pouco de sua vida, sendo vista do passado.
Cada capítulo é uma passagem de sua vida.
Uma vida, que, vivida pela primeira vez, não foi sentida, os detalhes não foram percebidos.
E agora, depois de 40 anos, está sentado em um café de uma cidade francesa, revivendo tudo o que lhe fez sofrer, o que lhe fez amar, o que lhe causou medo, raiva, dor.
E, depois de 40 anos, só agora, que está só esperando a morte lhe acolher, que ele está conseguindo enxergar com clareza as coisas de seu passado.


E com o livro, o autor nos faz enxergar junto com ele, viver com ele. 
Conta os casos de amores que teve, os filhos que vieram com o amor deles. Brigas que tiveram, e o por que de ter acontecido. 
Momentos de tensão com seu melhor amigo, que matou a sangue frio um rapaz bem em seu quintal. Livros que leu e música que ouviu, como ser fã de Tolstói e ouvir 24h Beatles.
Cenas de premiações de famosos e como eles eram hipócritas.
Os momentos tristes e desesperados que viveu quando estava no internato.
E com isso, e mais momentos tristes e felizes, o autor nos mostra, que quando revivemos nossa vida novamente, momento que tivemos, nós nunca temos a mesma visão de antes.
Conseguimos ir mais além daquilo que realmente foi. Conseguimos ver o que de fato aconteceu, detalhes que deixamos escapar, fazendo com que coloquemos a vida em sua perfeita ordem de como deve ser!

Um livro muito diferente do que eu já li. Se eu falar que não gostei e que não recolhi nenhuma mensagem inspiradora e motivadora, vou estar mentindo.
Eu gostei do livro, uma biografia bem montada, de idas e voltas, a forma como o autor foi se descrevendo, as cenas que passou em sua vida.
E uma coisa é verdade, quando revivemos nossa vida novamente, nós percebemos o que está em nossa volta, o por que de ter acontecido aquilo, detalhes que não capitamos quando estávamos presentes por lá. Talvez por estar com raiva ou muito feliz, eu fiz coisas sem pensar. E quando eu revivo minha vida, esses detalhes aparecem facilmente. Isso é só comigo?
Os capítulos que eu mais gostei foram o primeiro, o quarto, o sexto e o oitavo.
Mas sem dúvidas, o que eu mais entrei dentro do livro foi o quarto. O capítulo em que seu melhor amigo que mata um homem a sangue frio.
Outro que eu gostei bastante também foi o sexto, o capítulo dos Beatles.

É um romance, mas eu o encaixei como auto ajuda, até por que de certa forma nos faz pensar de uma outra maneira, e acidentalmente meche com nosso interior, fazendo nós melhorarmos ou talvez piorarmos. 
Pois mexer com o passado pode ser perigoso, pode nos ferir ou trazer alegrias. Isso só depende de você e como deseja enxergar o passado.
Ao todo, é um livro bom. O único ponto negativo, é que tem alguns capítulos arrastados, foi até por isso que eu demorei para ler.
Mas, com certeza, foi um livro que valeu a pena ter lido. 

Uma música para acompanhar a leitura...


                               Resenha feita por Gabrielle Garcia

8 Comentários

  1. Nossa, esse livro é bem forte e um pouco triste, quero muito ler pq sempre tive vontade de escrever algo igual a esse livro, eu gostei e fiquei bem curiosa,
    Estou seguindo, beijos

    http://8outubro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. amei a sua resenha, como eu não tenho como ler livros diariamente então eu gosto de ler resenhas, beijos
    http://blogdarehh.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Nossa esse livro parece ser muito bom.. gostei da resenha bjs

    ResponderExcluir
  4. Fiquei curioso para ler o livro ^^
    Adoro romances que possibilitam a reflexão!
    Abraços

    Blog do Ben Oliveira

    ResponderExcluir
  5. Amei a resenha, fiquei curiosa para ler esse livro, mais enquanto não consigo tempo, vamos as resenhas rsrs, beijocas

    maquiagemparanos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Gabi a resenha está ótima, o livro está bem detalhado Gabi beijos.
    Blog /Fan Page / Twitter /

    ResponderExcluir
  7. Já gostei, principalmente porque ele cita as coisas que deixou passar, e com isso nos da uma dica para não ''cometermos os mesmos erros'' né :)

    ResponderExcluir
  8. Nossa que livro interessante Gabi, fiquei super curiosa.
    Não sou fã de bibliografias , mas as vezes tenho vontade de ler rs rs !!
    Mil beijinhos

    Http://maetoescrevendo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir