domingo, 5 de outubro de 2014

Resenha - Quem, Eu? #Nacional

Autor: Fernando Aguzzoli
Ano de Publicação: 2014
Editora: Belas-Letras

Muito mais do que simplesmente tratar de uma senhora com uma doença, Fernando Aguzzoli nos dá uma lição de vida.
O livro é dividido em 10 capítulos, e logo nos primeiros capítulos, Fernando descreve sobre a vida de dona Nilva, como cresceu e sofreu de amores, sobre sua família, condição de vida, tudo brevemente. Ela sempre fora uma mulher muito saudável!
Nos capítulos seguintes, Fernando nos mostra o choque ao descobrir que sua querida vozinha tinha uma doença chamada Alzheimer. 


E desde então, largou tudo. Carreira profissional e curso na faculdade. O que queria era simplesmente estar mais presente na vida de dona Nilva, já que por ser o único neto, dona Nilva sempre o paparicou e o cuidou como ninguém. E ele sentiu que devia fazer o mesmo por ela.
"Sempre há uma forma de amenizar qualquer situação, basta abrirmos os olhos para as possibilidades" - Pág 58
Ele nos conta como foi virar de neto para pai, pois um portador de Alzheimer é como uma criança que ainda está descobrindo o mundo. Ele a vigiava 24h! Tinha babá eletrônica caso ela acordasse no meio da noite e fosse procurar um cachorro dentro da gaveta ou qualquer coisa que ela achasse que tinha.
Nos conta também como sofreu algumas pegadinhas com os amigos, que no começo não gostava muito, mas logo se acostumou e até ele próprio começou a fazer piadas.
Mas apesar de todas as dificuldades que a família sofre, como por exemplo dona Nilva as vezes se esquecia de que tinha um neto. 
Essa doença é engraçada, pois a pessoa pode se esquecer do que fez em minutos atrás mas se lembrar do passado.
Dona Nilva vivia se lembrando de sua mãe e de seus entes queridos falecidos, no começo a família tentava convence-la de que todos haviam morrido, logo depois desistiram e entraram na "brincadeira" como: Depois te levamos para sua mãe, agora coma toda a comida.
Apesar de ser algo triste em saber que seu ente querido está perdendo a memória e a noção das coisas, Fernando Aguzzoli quis tentar amenizar a dor em seu coração. Ficou mais próximo de sua avó, faziam piadinhas que só eles entendiam, brincavam, se xingavam (na brincadeira), Fernando passou a fazer as unhas de dona Nilva, viajaram, comemoraram, choraram e tudo mais o que ele podia fazer por ela, ele fez!
Mesmo que as pessoas dissessem: "ela não se lembrará de nada". Mas ele sim. Para ele era importante fazer tudo aquilo para ela, assim como ela fez para ele quando era criança.
Fernando acaba o livro falando de sua morte e como foi horrível para ele, mas que ele está com toda a consciência limpa de que a amou e fez de tudo para ela.
No começo da página 91, mostra todas as fotos de Nilva com Fernando, quando ela era jovem, e lá encontramos diálogos entre os dois, nada de tristeza, só alegria.
E é isso o que ele quer nos passar, precisamos compartilhar a dor, fazer com que as pessoas saibam que elas não estão sozinhas nesse mundo, e por que não fazer com que as coisas sejam melhores por mais ruim que esteja nossa situação?

O livro é lindo! Me fez chorar e rir confesso.
Não tenho familiares com Alzheimer, mas perdi meu avó recentemente e digo que é muito triste perder quem mais amamos. Mas tenho minha consciência limpa de que o amei muito e aproveitei os melhores momentos de minha vida com ele.
O livro é bem rápido o que não deixa a leitura cansativa. Ele diz que a ideia de escrever um livro, foi baseando-se nela, já que essa simpática senhora morria de amores por livros e seu preferido era Harry Potter. Nem preciso falar que morri de amor por ela.
Na resenha não estou dizendo que Fernando não sofreu com a perda ou no no seu dia a dia, ele sofreu muito. Mas quis fazer diferente e fez! Fez valer a pena cada segundo com ela.
Nós perdemos a noção do tempo, e tenho que lembrá-los de que a vida é curta e a única certeza dela é a morte. Não tenham vergonha de sua família, perca um final de semana com seus amigos e fique em casa com todos reunidos assistindo aquele filme chato que você não suporta, diga que vocês os ama, dê um abraço, um beijo, um cafuné, dê chocolates, aproveite cada dia como se fosse o último com sua família. Faça valer agora e quando for a hora deles partirem, apesar da dor, você estará com a alma leve sabendo que fez tudo para eles assim como eles fizeram por você!
PS: Não dê flores aos mortos, dê aos vivos. Garanto que fará uma grande diferença.

Book Trailer...
Vou fazer você chorar só um pouquinho ta?



Uma música para acompanhar a leitura...


                             Resenha feita por Gabrielle Garcia.

3 comentários:

  1. Olá
    Tudo bem?
    O livro parece ser muito bom e será uma das minhas próximas leituras e espero gostar bastante, tem uma lição e tanto, ótima sua resenha e muito linda as fotinhos dos dois hahaha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/2014/10/resenha-segredos-de-familia-varios.html

    ResponderExcluir
  2. Ola tudo bem?
    O livro parece ser bem interessante, talvez eu venha a ler, ficou muito legal seu post parabéns.
    https://literaturaparaosaber.blogspot.com.br

    Aguardo sua visita, abraços!

    ResponderExcluir
  3. Oi! Não conhecia este livro e achei muito interessante, nunca li nada parecido, que abordasse esta doença e fiquei curiosa para acompanhar. Deve ser muito emocionante e trazer uma linda lição. Não deve ser nada fácil conviver com uma pessoa que tem esta doença, mas com amor, tenho certeza que vencerá! Ótima resenha, fiquei com vontade de ler. :)
    beijos

    ResponderExcluir

 

Abcd dos Livros Template by Ipietoon Cute Blog Design and Bukit Gambang