sábado, 15 de agosto de 2015

Resenha - Caiu do Céu

Autor: Heidi W. Durrow
Ano de Publicação: 2012
Editora: Leya

O que realmente leva as pessoas a fazerem coisas extraordinárias e surpreendentes em suas vidas, nós nunca iremos saber. Afinal, ainda não temos o poder ler uma mente.
Mas Rachel sabia que aquele dia ia mudar sua vida para sempre. Sua Mor, (mãe em Dinamarquês), parecia muito decidida com sua escolha, e se Rachel tivesse visto direito, sua mãe parecia até contente, um pequeno sorriso brotou nos canto de seus lábios.
E agora ela estava lá! Ela era a nova garota. Com um destino totalmente diferente. Estava se sentindo diferente. Afinal não tinha mais a sua família de antes, todos se foram, e ela sobrevivera.


Rachel passara a viver com a família de seu pai, apesar de não vê-lo a muito tempo. Sua avó e sua tia Loretta a acolheram. Apesar de ser negra, de cabelo pixaim (como ela mesmo dizia), seus olhos eram da cor do mar, dá para acreditar? Puxara isso de sua Mor, que era branca e Dinamarquesa.
Então era hora de se acostumar com sua nova vida. Tinha mais ou menos uns dez anos, começou a ir para a nova escola, da qual não gostava muito. As meninas, todas negras, implicavam com ela, a chamavam de metida por causa de seus olhos azuis, puxavam seu cabelo, Rachel tentava não se incomodar muito, afinal ela tem que ser a nova garota.
Viver com sua avó também não é nada fácil. Sua avó é da igreja e insiste em dizer que mulher é feita para casar. Sua tia Loretta era como um espelho para ela, Rachel quer ser igual sua tia quando crescer, uma mulher poderosa, sempre de roupas bonitas, salto altos e maquiagem perfeita na pele. Sua tia sempre a tratava muito bem.
Os anos foram passando, Rachel foi crescendo. Passara a ter opinião própria, sempre ia muito bem nas aulas, foi tendo envolvimento com meninos, fez algumas amizades, mas não durou muito. O tempo foi passando, e ninguém se quer comentava sobre o passado horrível que Rachel enfrentou. Também não falavam de seu pai. Quando ele ia voltar para a casa? A guerra não havia
terminado? Ela tinha muitas perguntas e nenhuma delas voltava com respostas.
Depois de uma trágica perda na família, a avó de Rachel começara a beber todas as noites, não tinha um só dia que não entornava uma garrafa de bebida.
Rachel estava com seus 17 anos quando sofreu uma nova perda na família, e foi quando começou a se aproximar de Drew, o namorado de sua tia Loretta. Ele conseguira um emprego para ela no abrigo de moradores de rua, onde ele mesmo trabalhava. Ela gostava do lugar. Fez novos amigos e conheceu Brick (ou originalmente Jamie). Brick foi parar lá sem querer, mas desde o início ele estava em uma missão. E essa missão nada mais era do que contar sua versão do dia em que a vida de Rachel mudou para sempre!


Mais um livro que entra na minha lista de preferidos sem querer querendo. Achei o livro forte, ele tinha uma mensagem para passar. Se eu estivesse com tempo, era capaz de eu lê-lo em apenas um dia e uma noite. Me prendeu muito, as vezes eu trabalhava com a cabeça fora do lugar, meus pensamentos ficavam presos no livro.
Rachel é uma personagem encantadora, estou apaixonada por ela. Sempre fora inteligente, mas era ingênua, acanhada e tinha medo da vida, afinal ela era uma criança quando perdera sua família. Mas ela foi crescendo e ficando determinada, criando opiniões e não dependendo mais ninguém. Achei que ela cresceu praticamente sozinha, apesar de sua avó e sua tia terem cuidado dela. 
O livro é contado por 4 pessoas. É lido o diário de Nella, mãe de Rachel, tem a visão de Jamie, que se tornou Brick, a visão de Laronne, a mulher da biblioteca que empregara Nella, e o livro escrito por Rachel, que conta sua nova vida a partir do dia em que saíra do hospital e passara a morar com sua avó. Explicando assim parece confuso, mas é genial! A forma como o escritor montou as versões do personagens foram se encaixando.
Foi mostrado a vida de cada um deles, contando a dificuldade que cada um sofria. Apesar de sentir muito pela da Rachel, a história de Brick me partiu o coração. Ele também é um personagem encantador e que sofreu muito.
Apesar de ser fictício, achei o livro com um lado real. A dificuldade de sobreviver das pessoas, pais que não se importam com filhos, pessoas sem dinheiro, vivendo na miséria, sofrendo por amor, problemas com drogas. Também fala de racismo. Rachel era a mais vítima disso. Por que uma negra teria olhos azuis?
Nella era branca de olhos azuis, seu pai não. E tem toda aquela divisão, coisa de negro, coisa de branco. E isso faz com o livro tenha mais impacto na leitura.
É simplesmente genial essa história e com todo prazer te convido para conhecê-la!

Uma música para acompanhar a leitura...



                                                         Resenha feita por Gabrielle Garcia

18 comentários:

  1. Olá!!

    Que premissa forte! Não o conhecia, mas me chamou a atenção justamente esses detalhes reais que compõem a história. Fiquei com vontade de ser amiga da Rachel, achei ela um amor!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Achei o assunto do livro super interessante, essa com certeza é uma historia forte com muitas lições de vida. Rachel parece mesmo uma garota encantadora nas sua descrições, li atualmente Beleza perdida que fala um pouco sobre preconceito e difíceis momentos da vida, ele se tornou um favorito meu, acho que caiu do céu será mais um livro inesquecível.
    Parabéns pela resenha.
    http://proximapagina-pp.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Bom, comecei a ler a resenha e me interessei, dai achei que a rachel era uma ativista do femen e desisti, mas, sua resenha foi tão bem construída e pessoal, que amei, certamente esse livro será a minha próxima leitura e assim que eu terminar conto aqui o que achei, a propósito, livros cronicados - narrados por diferentes personagens/ perspectivas - não são confusos, SÃO INCRÍVEIS!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Não conhecia o livro, mas a sua resenha me cativou e me instigou a ler o livro.
    Fiquei com pena da menina, tão jovem e sofrem tantas coisas.
    Vou anotar na minha lista de desejados.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Gabrielle...
    Me identifiquei logo com essa personagem rs
    Adorei a premissa do livro e adoro histórias fortes. Diante de tantos elogios, só posso desejar o livro. Vou anotar na minha listinha. E realmente acho que apesar de fictício sempre tem algo real que podemos imaginar.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Não conhecia o livro, mas parece ser um história muito forte e cheia de aprendizagem. Temas familiares são ótimos e nos fazem refletir! Sua resenha está super sincera, parabéns!

    Beijos,
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  7. Olha gostei bastante da sua resenha.
    Me parece ser uma história envolvente e com muitas lições.
    Mas eu não sei se pegaria para ler agora sabe?
    Só que irei anotar a dica, porque gostei da maneira como abordou tudo na resenha.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/08/resenha-procura-se.html

    ResponderExcluir
  8. Oiii!

    Eu não conhecia o livro e fiquei encantada com esse enredo. Achei sensacional essa ficção com uma pegada mais real. Livros com essa tematica são ótimos para nos fazer refletir e pensar na nossa vida.
    E esse crescimento da personagem só me fez querer mais a obra.
    Ótima resenha e amei as fotos para representar a personagem :D


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bem? Ainda não conhecia o livro, mas gostei bastante da proposta. Temas familiares sempre chamam muito a atenção. Sua resenha me deixou muito curiosa em ler a história. Beijos, Érika

    ~www.queroseralice.com.br~

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bom?
    Posso dizer que Rachel não é uma das pessoas mais sortudas, afinal, tão jovem e sofrer todas essas perdas... Um pouco cruel, eu acho.
    Achei a ideia dos negros/brancos muito legal ao ser abordado no livro. é difícil ver isso retratado nos livros de hoje em dia. Me interessei.

    Abraços,
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?

    MUITO OBRIGADA! Não conhecia o livro e agora sinto que preciso tê-lo em mãos, tanto pela premissa - que me pareceu incrível e me deixou curiosa - e por essa capa que é simplesmente linda! Com certeza vai entrar para minha lista, adorei a resenha.

    Fernanda Oliveira | Meraki

    ResponderExcluir
  12. Nossa achei sua resenha incrível, e preciso ler o livro agora mesmo. Vendo a capa não achei que a temática seria toda essa de racismo, independencia, pais que não ligam pros filhos, e agora fiquei surpresa, pois adoro livros assim, que nos fazem refletir e melhorar o nosso jeito de ser um pouquinho, refletindo junto com os personagens

    ResponderExcluir
  13. Olá flor, tudo bem?
    gostei da premissa do livro, todo esse tema de racismo rende muito na ficção e vida real, mas nunca tinha visto um enrendo com essa temática.
    Gostei, pena não ter tempo agora para ler, mas espero em breve conhecer a obra
    Beijos
    Dna Bookz / Fan page / Instagram  / Twitter

    ResponderExcluir
  14. Adorei a resenha e essa premissa me conquistou ele vai entrar para a minha grande lista.
    Bjo

    ResponderExcluir
  15. Olá... tudo bem??
    Que livro interessante... fiquei encantada com a história... eu tenho uma amiga que é negra de olhos puxados e olhos verdes... tipo uma mistura que a deixou linda... pensa numa mulher linda essa é a minha amiga rs.. vou recomendar esse livro pra ela, porque ela passou por algo semelhante a protagonista... pelo fato de ter essas características misturadas... o que eu acho completamente errado... as pessoas não precisam aceitar as outras, mas é essencial que haja o respeito acima de qualquer coisa... enfim acredito que essa seja uma leitura super válida.... xero!

    ResponderExcluir
  16. Oii Gabi!

    Achei muito interessante a história do livro ^^ A capa é bem fofa e o nome do livro me chamou bastante a atenção :) Já anotei a dica *--* Amei a sua resenha e espero gostar do livro tanto quanto você ;)

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia esse livro, mas achei o assunto muito interessante. Chamou-me a atenção, mas confesso a você que não sei se o leria, pelo menos no momento.
    Adorei a sua resenha e a sinceridade como expos a sua opinião.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bom?
    Gostei muito porque o livro passa uma certa realidade e fiquei na dúvida se ele aborda um pouco sobre preconceito. Não conhecia a obra ainda.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 

Abcd dos Livros Template by Ipietoon Cute Blog Design and Bukit Gambang