sexta-feira, 13 de novembro de 2015

[Resenha] Hoje eu sou Alice - Nove Personalidades, Uma Mente Torturada.

Título: Hoje eu sou Alice - Nove Personalidades, Uma Mente Torturada.
Autora: Alice Jamieson
Editora:Larousse Brasil
Páginas: 336
Ano: 2009
Classificação: 5










Olá leitores!  Como vocês estão?? Estive sumida, mas morrendo de saudades de vocês. Volto falando de um livro que me marcou e impressionou bastante, por ser real, e por ser realidade na vida de tanta gente, infelizmente.


Falo de Hoje eu Sou Alice- Nove Personalidades, Uma Mente Torturada.

É uma história real contada por Alice Jamieson, que relata os fatos que ela lembra sobre a infância difícil, sofrida nas mãos de quem deveria protegê-la . É uma história tão difícil e chocante que é assustador imaginar que seja real, mas infelizmente sim é mais comum do que se imagina.
Alice foi diagnosticada com uma doença mental chamada de TPM (transtornos de personalidades múltiplas) vista como uma defesa da mente para lidar com os abusos sofridos por uma pessoa.

“O futuro é um mistério; podemos sobreviver a um terrível presente por que o futuro não pode ser previsto.”

Ela sofreu abuso sexual por parte do pai e de outros monstros desde que era um bebê, e levada para lugares de orgias praticadas por pedófilos, onde era “oferecida” pelo  pai a outros monstros. Mas Alice leva as lembranças incômodas em sua mente, como vagos acontecimentos vividos por outra pessoa. Pra ela é como se isso fossem somente vagas lembranças da vida de outra pessoa.

“Era ela quem tinha as chaves para o armário trancado de emoções e memórias que eram dolorosas demais para que eu guardasse.”

Lutou contra a anorexia, o álcool e contra nove  personalidades alternativas que emergiram após ficarem adormecidas diante de tamanha crueldade vivida na infância. Sua mãe, que nada sabia, só foi comunicada na fase adulta de Alice, por recomendação da polícia, depois de sofrer outro triste e revoltante acontecimento com o pai.
“É uma luta constante agir como se tudo corresse tranquilamente quando não está. Eu vivia uma mentira, para o mundo e para mim mesma. A primeira impressão eu devia parecer uma menina de sorte, com uma boa família, morando em uma casa bonita com pintarroxos no jardim. Aquela era a imagem, não a verdade. Nunca fora a verdade. Nós observamos outras pessoas e imaginamos que as conhecemos. Não as conhecemos. Não podemos conhecê-las. Todos são um mistério. Eu era um mistério para mim mesma”.

Alice tem uma carreira acadêmica invejável, e demonstra muita garra e força de vontade para os estudos e trabalho, apesar de lutar e conviver lado a lado com cada personalidade, consequências de suas cicatrizes, ela tem inteligência notável.

“Não importa para onde vamos, ou o quão longe chegamos, sempre tendemos a gravitar de volta a fonte.”

Esta leitura nos traz imenso aprendizado. Tipo, não estamos livres de vivermos grandes dores, mas podemos escolher como conviver com elas e superá-las. E que por mais que  a vida tenha sido dura, por mais que a dor nos transforme, precisamos lidar com os traumas e seguir em frente.
“É preciso se livrar do passado se você quiser esses sentimentos fora do presente.”  (Alice)

Se interessou? Então ótima leitura ;-)

Um grande abraço



                               Michelle Guerra

0 comentários:

Postar um comentário

 

Abcd dos Livros Template by Ipietoon Cute Blog Design and Bukit Gambang